Esqueceu a senha? Sistema antigo
expand Área do Aluno


Publicado em 06/12/2007 por Zonaalvo Assessoria Esportiva

Thiago Pereira em 3º no ranking no mundial de natação

Após sete etapas em disputas pelos cinco continentes, o norte-americano Randall Bal e a sueca Therese Alshammar somaram, respectivamente, 186 e 160 pontos, e conquistaram o título de campeões do Circuito da Copa do Mundo de Natação 2007. Pelo feito vão faturar U$ 100 mil dólares cada um.

A Copa do Mundo também foi lucrativa para o brasileiro Thiago Pereira, que acabou em terceiro no ranking geral masculino, com 96 pontos, mesma posição da holandesa Marleen Veldhuis, 65 pontos. Os dois vãio receber 30 mil dólares. A norte-americana Natalie Coughlin (110) e o sueco Stephan Nystrand (101) ficaram com a segunda posição na lista da FINA, e receberão 50 mil dólares cada um. O rankig da Copa do Mundo é calculo de acordo com o melhor índice técnico de cada atleta, em cada uma das etapas disputadas.

A Super Final da Copa do Mundo de Natação terminou neste domingo, 25/11, em Belo Horizonte com mais de três mil pessoas lotando o parque aquático do Minas Tênis Clube. Foram 56 medalhas para o Brasil (14 ouro, 18 prata e 24 bronze).

Thiago Pereira marcou 1m54s58 nos 200m medley, prova em que superou o recorde mundial na penúltima etapa, em Berlim, com 1m53s14. Ele venceu a disputa mais uma vez com muita distância para o segundo colocado, o jovem Henrique Rodrigues (2m00s59), de 16 anos.

“Fiquei feliz com o resultado porque nadei em Berlim com um princípio de gripe e sabia que seria mais difícil melhorar o tempo aqui. Em Berlim tive mais tempo para descansar, aqui foi tudo um pouco mais corrido. Agora vou ao Torneio Open, mas vou descansar. Vou nadar provas diferentes em São Paulo, para treinar”, disse.

O estilo borboleta vem crescendo no Brasil nos últimos anos e o resultado da prova de 100m em Belo Horizonte atesta isto. Fernando Silva (51s45) fez o melhor tempo de sua carreira em piscina curta e venceu a disputa com o campeão sul-africano Lyndon Ferns (51s76) e com o colega de equipe, recordista e campeão mundial nos 50m do estilo, Kaio Márcio Almeida (51s82).

“Estava me sentindo bem, mas ganhar a prova foi inesperado principalmente porque não treinei para esta competição. Minha preparação está voltada para o Torneio Open, em dezembro, que vale índice olímpico. Se os Jogos fossem hoje, eu estaria na equipe de revezamento, mas quero também uma prova individual. Ainda faltam três seletivas e muita coisa pode acontecer. Tenho que treinar e pensar em Pequim não como sonho, mas como uma realidade”, disse Fernando, que conseguiu ainda a prata nos 50m livre, com 21s75, atrás do sul-africano Roland Schoeman (21s38).

Joanna Maranhão (4m42s29) faturou sua terceira medalha de ouro na Copa com a vitória nos 400m medley. Em segundo e terceiro ficaram Lívia dos Santos (4m49s12) e Débora Cruz (4m56s75). Tatiane Sakemi (32s17), em boa fase, vencera os 100m no primeiro dia e retornou ao lugar mais alto do pódio nos 50m peito. Natalia Favoretto e Renata Sander empataram em segundo lugar, com 33s34. Sakemi (2m31s37) também venceu os 200m do mesmo estilo, com Renata (2m37s32) no degrau de bronze.

Na versão masculina dos 100m peito, Eduardo Fischer (59s89) e Henrique Barbosa (1m00s04) foram ouro e prata para o país. Rodrigo Castro (1m45s89) venceu sua especialidade, os 200m livre, em dobradinha com Lucas Salatta (1m48s11) na segunda posição. Nos 400m do estilo livre feminino, Monique Ferreira (4m14s32) e Paula Baracho (4m14s56) ficaram com prata e bronze, ao lado da sueca Josephin Lillhage (4m11s50), vencedora da prova.

Pódio brasileiro na prova mais longa entre os homens. Luiz Rogério Arapiraca (15m19s32) venceu, seguido por Lucas Kanieski (15m22s96) e Mateus Ribeiro (15m32s95).

A velocista Tatiana Lemos Barbosa (54s58) conquistou seu terceiro pódio no Circuito com o bronze nos 100m livre. A prova foi vencida por Josephin Lillhage (53s81) e em segundo ficou a sul-africana Lize-Marie Retief (54s50). A americana Natalie Coughling (59s88) venceu os 100m costas, mas não o índice técnico suficiente para passar Therese Alshammar no ranking final, Fernanda Alvarenga (1m03s27) garantiu um lugar de bronze para o país no pódio.

Nos 50m estilo costas, Guilherme Guido (24s42) não repetiu o recorde sul-americano das eliminatórias (24s23), mas também garantiu lugar no pódio com o bronze. No topo ficou americano Randall Bal (23s62) que também venceu os 200m costas (1m53s18) e assim assegurou de vez seu lugar como vencedor do Circuito. Nesta última prova Lucas Salatta (1m56s80) ficou com o bronze.

Compartilhe

Deixe o seu comentário

Highslide for Wordpress Plugin