Esqueceu a senha? Sistema antigo
expand Área do Aluno


Publicado em 06/01/2008 por Zonaalvo Assessoria Esportiva

Reinaldo Colucci de olho em Pequim

Quando 2007 começou Reinaldo Colucci não tinha nenhum ponto no ranking olímpico e apenas 56 pontos no ITU list. Isso significa dizer que ele teve de competir primeiro em provas continentais para só depois conseguir largar nas etapas mundiais, que contam pontos para os Jogos Olímpicos de Pequim.

-Acredito que abrir a vaga para as olimpíadas foi o grande desafio. Terminei o ano na posição 40º no ranking olímpico e atualmente com a única vaga no masculino para os Jogos Olímpicos o que sem dúvida foi a grande vitória do ano-, comemora o atleta de 21 anos, em entrevista ao ativo.com. Ele acredita ter passado pelo mais difícil. -Hoje possuo uma posição no ranking um tanto quanto confortável o que me possibilitará focar em menos provas no ano que vem e poder treinar melhor para elas-, completa a promessa brasileira.

Cansado ao final da temporada, Colucci se diz satisfeito com o seu desempenho. -O ano de 2007 foi bem corrido. Competi muitas provas em praticamente todas as distâncias diferentes do esporte. Estava bem cansado no final da temporada, porém não posso reclamar dos resultados, que no meu ver foram realmente o melhor que eu poderia ter feito-, avalia.

Segundo o atleta, a maior alegria do ano veio em Florianópolis, na prova do Ironman Brasil. -Foi muito especial, mesmo com o tempo perdido na bike devido a um pneu furado eu ainda consegui correr atrás do prejuízo. Quando cruzei a linha de chegada e vi que era o vice-campeão fiquei muitíssimo feliz-, comenta.

Depois de terminar o ano com pontos importantes e boa colocação nos ranking, Colucci já definiu o caminho para chegar a Pequim. -Melhorar meus pontos fracos para poder brigar por uma medalha nos Jogos. Sem dúvida, primeiro preciso garantir a vaga, mas após a confirmação matemática dela vou apenas focar minhas energias para competir em agosto, em Pequim-, garante.

As mudanças no treinamento já começaram. -Venho passando por uma adaptação para competir provas com vácuo o que não era muito meu perfil nos anos anteriores-, revela. -Eu costumo ser bastante agressivo na bike e acabo pagando um preço alto na corrida, mas aos poucos com treinos mais específicos tenho ganhado mais confiança na minha corrida e com isso não preciso arriscar tanto na bike-, explica.

Após um período de descanso no início de dezembro, o triatleta já retornou aos treinamentos. Com um calendário mais compacto em 2008, Reinaldo começa a competir em Pucon, no Chile, no dia 20 de janeiro. Em fevereiro, ele embarca para a Ásia. Lá ele desenvolverá um treinamento voltado para as Copas do Mundo do Japão e Coréia em busca da confirmação da vaga para Pequim.

Compartilhe

Deixe o seu comentário

Highslide for Wordpress Plugin