Esqueceu a senha? Sistema antigo
expand Área do Aluno


Publicado em 06/02/2009 por Zonaalvo Assessoria Esportiva

Phelps é suspenso por três meses por uso de maconha

A decisão pode prejudicar o desempenho de Phelps no Mundial de Roma, que acontece em junho. Com a punição, o nadador terá apenas dois meses para disputar torneios e se preparar para o torneio na capital italiana

A polêmica já fez o nadador perder seu 1º patrocínio: não é compatível, diz empresa
A federação norte-americana de natação decidiu, na noite desta quinta-feira, suspender Michael Phelps por três meses por conta da foto em que o nadador foi flagrado fumando maconha. Durante o período, a entidade também não repassará verbas de patrocínio ao multicampeão olímpico.

“Esta não é uma situação onde se viola uma regra anti-doping, mas decidimos enviar uma dura mensagem a Phelps, porque ele desapontou a muitas pessoas, principalmente as milhares de crianças norte-americanas que o veem como modelo e herói”, afirmou a Federação por meio de nota.

Phelps já foi comunicado oficialmente da decisão da entidade. “Ele Phelps aceitou voluntariamente nossa decisão e garantiu que está comprometido em conquistar nossa confiança novamente”, seguiu a entidade.

Procurado pela reportagem da Associated Press, Bob Bowman, técnico de Phelps, afirmou que espera que seu pupilo tenha tirado lições do ocorrido. “Michael Phelps passou por situações muito complicadas e espero que ele tenha aprendido muito com isso. Eu apoio ele em tudo e espero vê-lo melhor. Estou aqui, como sempre, para tentar ajudá-lo a seguir em frente. Ele percebeu que desapontou diversas pessoas, incluindo eu”, disse o treinador.

A decisão pode prejudicar o desempenho de Phelps no Mundial de Roma, que acontece em junho. Com a punição, o nadador terá apenas dois meses para disputar torneios e se preparar para o torneio na capital italiana.

A federação norte-americana é a primeira a reagir de forma dura em relação ao comportamento de Phelps. Tanto o Comitê Olímpico Internacional (COI) quanto o Comitê Olímpico dos Estados Unidos (USOC) afirmaram estar decepcionados com o nadador, mas ambos aceitaram suas desculpas públicas. A Federação Internacional de Natação (FINA) chegou inclusive a sair em defesa do multicampeão.

A imagem que deu origem ao escândalo envolvendo o nadador foi publicada pelo britânico News of the Word na edição do último domingo. A foto foi tirada durante uma festa que o nadador participou na Carolina do Sul, em 6 de novembro do ano passado. Ele estaria visitando a estudante Jordan Matthews, com quem se encontrava secretamente na época.

O jornal publicou ainda que o porta-voz empresa de marketing que agencia Phelps, Clifford Bloxham, teria oferecido um “acordo extraordinário” para que a foto não fosse publicada. O nadador seria colunista do tabloide durante três anos, apresentaria eventos e traria seus patrocinadores.

Sem acordo, restou a Phelps assumir que realmente consumiu a droga e se desculpar pelo que chamou de ‘comportamento lamentável’. “Tenho 23 anos, e apesar dos sucessos que tive na piscina, agi de forma pueril e inadequada, nada de acordo com o que as pessoas esperam de mim”, disse o nadador. “Peço desculpas por isso. Prometo aos meus fãs e ao público que não vai mais acontecer”, completou na ocasião.

O flagra de Phelps fumando maconha se tornou assunto no mundo inteiro. Nesta quinta-feira, o tema foi abordado até mesmo na coletiva do atacante Ronaldo, no Corinthians. “Acho que todos os esportistas têm que passar exemplo principalmente para os jovens. Mas vai cobrar o que do cara que ganhou tudo que disputou na Olimpíada e de repente como ele mesmo assumiu teve um momento de fraqueza e cometeu esse erro. Vai cobrar o que dele?”, respondeu o Fenômeno.

Phelps foi o grande nome das Olimpíadas de Pequim. Na China, o nadador norte-americano faturou oito medalhas de ouro – vencendo todas as provas que disputou – e se tornou o atleta com maior número de insígnias em uma mesma edição dos Jogos. O recorde anterior pertencia ao seu compatriota e também nadador Mark Spitz, que era de sete medalhas.

Também nesta quinta-feira, uma companhia do ramo de cereais anunciou que não renovará contrato de patrocínio com o atleta. A empresa alegou que o comportamento de Phelps não condiz com sua marca. Após seu sucesso olímpico, Phelps passou inclusive e estampar as embalagens da empresa.

Compartilhe

Deixe o seu comentário

Highslide for Wordpress Plugin