Esqueceu a senha? Sistema antigo
expand Área do Aluno


Publicado em 30/10/2009 por Zonaalvo Assessoria Esportiva

NY: 40 anos de uma maratona especial

A Maratona de Nova Iorque completa neste sábado (1) seu 40º aniversário e o Brasil tem destaque especial na festa de uma das maiores e mais famosas corridas do mundo. Os organizadores da prova, a New York Road Runners, decidiram prestar homenagem aos “heróis das décadas”, ou seja, os grandes campeões da prova, e o brasileiro Marilson Gomes está entre as estrelas que foram para o hall da fama. 

Nesta edição, oito atletas serão homenageados – Miki Gorman e Bill Rodgers (campeões nos anos 70); Grete Waitz e Alberto Salazar (campeões nos anos 80); Tegla Loroupe e German Silva (campeões nos 90); e a inglesa Paula Radcliffe e o brasileiro Marilson Gomes dos Santos como os grandes destaques desta década. Marílson e Paula estarão novamente na prova neste sábado, o brasileiro tentando o tricampeonato e a inglesa o titulo de tetracampeã. 

“Quando as pessoas me perguntam eu digo que se você não correu a Maratona de Nova Iorque então você não sabe o que é uma maratona”, diz o bicampeão Marilson Gomes dos Santos. 

O comentário de Marílson na coletiva de imprensa da prova leva à reflexão: por que esta prova é tão especial? Não há pesquisa formal que ateste isso, mas é fato que correr os 42 km na big apple é o sonho da maioria dos corredores. Há muitos fatores para a prova ter conseguido seu lugar no super restrito clube do World Major Marathons, no qual constam apenas cinco provas, além de Nova Iorque, apenas Londres, Berlim, Boston e Chicago fazem parte do grupo.   

Uma prova com glamour. Essa é uma boa definição para a Maratona de Nova Iorque. Não há como refutar esse adjetivo constantemente relacionado à disputa, primeiro, a corrida é na “capital do mundo” e, mais do que isso, em uma das cidades mais charmosas para os visitantes, com pontos turísticos de apelo irresistível, como se pode constatar ao conferir o percurso que termina no Central Park.

O glamour também aumenta com a boa quantidade de celebridades que costumam prestigiar a prova, desde a lenda do ciclismo Lance Armstrong, que correrá novamente este ano, às celebridades de Hollywood, como os atores Edward Norton e Sarah Jone.

E a prova evoca ao redor do mundo imagens clássicas de Nova Iorque. Até chegar no belíssimo pulmão verde da cidade, os corredores percorrem os cinco bairros da cidade, Staten Island (local da largada), Brooklyn, Bronx, Queens e Manhattan, passando pela Queensboro Bridge, a 5ª avenida, Columbus Circle, entre outros pontos. Durante o percurso, os atletas são saudados o tempo todo por uma grande multidão que costuma acompanhar a prova das calçadas, além de shows musicais de 100 bandas espalhadas pelo trajeto que dão um toque a mais de festividade para público e participantes.”Ela é especial e diferente das provas no Brasil. E parece mais bonita cada vez que eu corro”, acrescenta Marilson.

Para os que estão na linha de frente, como Marílson, a prova ainda tem um atrativo extra. Este ano a Maratona dará um prêmio milionário. A organização anunciou que a prêmio total do evento chegará a U$ 800 mil – cerca de R$ 1,44 milhão – o maior da história da corrida e o maior já concedido em um evento da série World Marathon Majors. A organização também disse que dará um bônus de U$ 70 mil para qualquer antigo campeão que vencer neste ano, então qualquer ex-campeão que subir no topo do pódio levará para casa algo em torno de R$ 360 mil.

Mas a briga vai ser duríssima. Lendas do atletismo mundial como Hendrick Ramaala, Paul Tergat e Martin Lel, todos com tempo na casa das 2h06min, ou menos, estarão na prova. O melhor tempo de Marilson em uma Maratona é em Londres 2007, quando correu em 2h08min37s. Mas segundo Marilson, a Maratona de NY não é uma prova para se baixar marca e ele tem uma vantagem, embora não seja um corredor tático, que ganha força no sprint final, ele consegue se adaptar e manter o ritmo forte nos trechos mais duros de subida da prova, o que o levou duas vezes ao lugar mais alto do pódio.

Algumas curiosidades da 40ª edição da prova:  

– Depois que o último corredor cruzar a linha de chegada neste sábado, a Maratona de NY terá contabilizado mais de 800 mil participantes ao longo da suas edições.
– Este ano, pela primeira vez, a prova terá mais de 40 mil participantes.
– A expectativa de público é de 2, 5 milhões de expectadores.  
– Corredores de 33 países já cruzaram a linha de chegada da prova. Fora os Estados Unidos, o Brasil é o país com o maior número de corredores que terminaram a prova: 68.
– Este ano, a prova tem corredores de 17 países.
– Na elite masculina, há 8 corredores com tempo abaixo de 2h08min.

Compartilhe

Deixe o seu comentário

Highslide for Wordpress Plugin