Esqueceu a senha? Sistema antigo
expand Área do Aluno


Publicado em 09/07/2007 por Zonaalvo Assessoria Esportiva

McEwen vence 1ª etapa do Tour

Australiano cai, machuca o punho, mas se recupera e vence prova. De quebra, é o dono da camisa verde

Por Daniel Balsa

O australiano Robbie McEwen (Predictor) iniciou a etapa deste domingo como um dos favoritos à vitória, só que uma queda durante o percurso parecia ter tirado o ciclista da briga. Ficou apenas na aparência. Ao contar com a ajuda dos outros ciclistas de sua equipe, McEwen, mesmo reclamando de dores no punho direito, voltou ao pelotão faltando 10 quilômetros e, de forma épica, reuniu forças para um sprint final e faturou a primeira etapa do Tour de France 2007 após 4h39min1s.

De quebra, o australiano ficou com a camisa verde, referente a liderança da classificação por pontos, o que remete ao melhor sprinter da competição.

Durante a etapa, aconteceram outras duas quedas e na última delas – na mesma em que McEwen esteve envolvido – foi o fim da linha para o espanhol Gonzalo Ramirez (Agritubel), que precisou abandonar a tradicional prova francesa.

A chegada, como era de se esperar – já que os 203 quilômetros do traçado que liga Londres a Canterbury era predominantemente plano – foi massiva e os primeiros colocados chegaram no mesmo tempo que o vencedor, caso, por exemplo, do norueguês Thor Hushovd (Crédit Agricole) e do belga Tom Boonem (Quickstep), segundo e terceiro respectivamente.

Único representante do Brasil na prova, Murilo Fischer terminou a prova no pelotão principal, mais precisamente na 12ª colocação, finalizando o percurso com o mesmo tempo que McEwen.

O líder do Tour de France e detentor da camisa amerela segue sendo o suíço Fabian Cancellara (CSC), vencedor do prólogo disputado neste sábado. A vice-liderança está com o alemão Andréas Klöden (Astana), seguido de David Millar (Saunier Duval) – líder da classificação de montanhas e dono da camisa de bolinhas. Fischer é o 101º, 58 segundos atrás do primeiro colocado.

A etapa de amanhã terá 168 quilômetros e vai de Dunquerque, na França, até Gent, na Bélgica. Com traçado praticamente plano, a prova deverá ter um final com o pelotão massivo, favorecendo aos sprintistas, como Robbie McEwen, Tom Boonen, Oscar Freire e Erik Zabel.

Classificação da 1ª etapa – Londres – Canterbury, com 203 km:
1- Robbie McEwen (AUS/Predictor) 4h39min01s
2- Thor Hushovd (NOR/Crédit Agricole), m.t.
3- Tom Boonen (BEL/Quickstep), m.t.
4- Sébastien Chavanel (FRA/Française Des Jeux), m.t.
5- Romain Feillu (FRA/Agritubel), m.t.
6- Robert Förster (ALE/Gerolsteiner), m.t.
7- Oscar Freire (ESP/Rabobank), m.t.
8- Marcus Burghardt (ALE/T-Mobile), m.t.
9- Francisco José Ventoso (ESP/Saunier Duval), m.t.
10- Tomas Vaitkus (LIT/Discovery), m.t.
12- Murilo Fischer (BRA/Liquigas), m.t

CLASSIFICAÇÃO GERAL, após a 1ª etapa:
1- Fabian Cancellara (SUI/CSC) 04h47min51s
2- Andreas Klöden (ALE/Astana), a 13s
3- David Millar (GBR/Saunier Duval), a 21s
4- George Hincapie (EUA/Discovery), a 23s
5- Bradley Wiggins (GBR/Cofidis), m. t.
6- Vladimir Gusev (RUS/Discovery), a 25s
7- Vladimir Karpets (RUS/Caisse d’Epargne), a 26s,
8- Thor Hushovd (NOR/Crédit Agricole), a 29s
9- Alexander Vinokourov (CAZ/Astana), a 30s
10- Thomas Dekker (HOL/Rabobank), a 31s
101- Murilo Fischer (BRA/Liquigas), 58s

Compartilhe

Deixe o seu comentário

Highslide for Wordpress Plugin