Esqueceu a senha? Sistema antigo
expand Área do Aluno


Publicado em 16/03/2009 por Zonaalvo Assessoria Esportiva

Marcus Fernandes vence Troféu BR em chegada emocionante

Na manhã deste domingo aconteceu em Santos a etapa de abertura do Troféu Brasil de Triathlon, competição que teve distâncias olímpicas de 1,5 quilômetros de natação, 40 de ciclismo e 10 de corrida. Entre os homens a vitória ficou com Marcus Fernandes, após um forte duelo com Paulo Myiashiro, enquanto no feminino Carla Moreno mais uma vez mostrou sua força e venceu com sobra.

O palco da disputa foi a praia do Gonzaga, com as áreas de transição montadas no cruzamento da Avenida da Praia com a Avenida Ana Costa. A primeira largada foi às 8h para os atletas amadores, momento em que a temperatura chegava aos 23°C, enquanto os profissionais saíram às 9h20 com um sol forte.

Na primeira volta da natação Shiro saiu da água primeiro, com Marcus em seu encalço e Fred Monteiro um pouco atrás, sem ameaçar a liderança da dupla, cenário que permaneceu até a transição para o trecho de bike. Muitos espectadores não acreditavam que Marcus pudesse de fato ameaçar o favoritismo de Shiro, mas durante todo o pedal o “azarão” deu trabalho.

No retorno para a segunda perna dos 40 quilômetros sob duas rodas os termômetros já registravam 28°C e Marcus apareceu mais uma vez à frente, posição que manteve até a última transição, sempre trazendo Shiro bem perto. A disputa permaneceu intensa até o fim e, quando todos acreditavam que o atual vice-campeão do Triathlon Internacional de Santos havia se dado por vencido, ele reagiu.

Shiro ganhou força no final num sprint rápido para ultrapassar seu adversário a poucos metros da linha de chegada e, quando já se preparava para comemorar o caneco dourado, foi ultrapassado. Nas últimas passadas antes de alcançar o pórtico, Marcus acelerou de forma impressionante para alcançar o primeiro posto e, logo depois de cruzar a linha, caiu no chão visivelmente desgastado pelo grande esforço.

“Eu me dediquei para essa prova durante dois meses e não poderia desistir no final”, ressalta o campeão. “Eu liderei quase a prova toda e consegui tirar forças não sei de onde para vencer. O Shiro me passou, eu acelerei e vi que dava para chegar”, completa o atleta que teve como conseqüência fortes dores musculares nas pernas.

Já Shiro acreditou que o adversário estivesse mais cansado do que realmente estava, por isso resolveu atacar. “Eu devia ter passado logo que cheguei nele, faltando uns 400 metros para o final, mas demorei um pouco, faltou o detalhe. Mas ele está de parabéns, é um atleta muito bom”. Além das etapas do Troféu Brasil, o foco dele será os treinamentos para o Ironman Brasil.

Mulheres

Já na disputa feminina Carla Moreno saiu da água em primeiro na primeira volta, tendo Fernanda Garcia como concorrente logo atrás e Vanessa Gianini em seguida com diferença de alguns segundos. Já na segunda volta Carla conseguiu abrir mais vantagem para Fernanda, que por sua vez viu Vanessa diminuir a diferença.

Na transição do ciclismo para a corrida Carla Moreno já era absoluta no traçado e iniciou os 10 quilômetros finais da competição com mais de um minuto de vantagem para Vanessa, que conseguiu ultrapassar Fernanda. Ao final Carla chegou tranqüila mandando beijos para a torcida e agradeceu a presença de seus familiares e amigos para apoiá-la.

“Estou muito feliz com meu desempenho, acho que esse é o caminho certo na preparação para o Ironman Brasil”. Ela conta ainda que a bicicleta nova, que estreou no Internacional há três semanas, tem feito a diferença. “Ela é rígida e ao mesmo tempo confortável. Eu sou muito leve e quando bate um vento as bikes ficam instáveis, ao contrário do que acontece com essa”. Segundo a heptacampeã do circuito, apear de estar focada em treinos longos, não vai abandonar a distância olímpica tão cedo e brigará pelo oitavo título. “Vou dar muito trabalho durante o ano todo”, brinca a são carlense radicada em Santos.

Quem também avalia como positiva a participação é Vaneesa Gianini, que sofreu um pouco com o forte calor que assolou a cidade santista neste domingo. “Demorei para encaixar um pouco o ritmo no começo da corrida, mas depois consegui ir bem até o final”. Agora a campineira se prepara para uma seqüência de três provas consecutivas, incluindo participação num evento internacional. “Vou para o Long Distance de Caiobá, depois para a Copa Continental em Lima, no Peru, e logo em seguida terei a primeira etapa do Campeonato Brasileiro”.

Já Fernanda Garcia, terceira a cruzar, manteve a mesma colocação da prova do ano passado e explica o que precisa ser melhorado para as próximas provas. “Comecei o Troféu motivada para nas próximas etapas tentar chegar na segunda colocação”. Esse ano ela ia estrear em distâncias de Meio Ironman num evento na Praia Grande, mas com o cancelamento da prova ela deverá correr uma etapa do Campeonato Brasileiro em Minas Gerais. “Daqui a pouco eu estarei com 50 anos e não estreei”, brinca.

Um dos destaques do field feminino foi a presença de Gisele Bertucci, que voltou às competições depois de mais de dois anos afastada e obteve o quinto lugar na prova. “Fiquei fora devido à lesões, falta de patrocínio e porque cansei um pouco”. Renovada com o tempo de descanso, ela avalia como positivo o retorno. “Adorei a prova, nadei bem, não consegui pedalar como queria por falta de ritmo e corri me cuidando porque estava muito quente”. Ela agora disputará a segunda etapa do Troféu e a etapa de Brasília do Sesc Triathlon, antes de se dedicar a uma temporada na França.

A segunda etapa do Troféu Brasil de Triathlon acontece no dia 26 de abril na Cidade Universitária da USP, zona oeste de São Paulo. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas no site oficial, o www.trofeubrasil.com.

Compartilhe

Deixe o seu comentário

Highslide for Wordpress Plugin