Esqueceu a senha? Sistema antigo
expand Área do Aluno


Publicado em 03/07/2010 por Zonaalvo Assessoria Esportiva

Dermatologia esportiva: lesões nas unhas de atletas

Alterações e problemas com as unhas dos pés podem ser muito comuns em atletas, mas é preciso tratá-las com atenção e também investir na prevenção

2/7/2010 08:23 | Por Drª Luciana Cattini www.lucianacattini.com.br

As unhas apresentam várias funções e entre elas estão defesa, preensão, função protetora e estética. As unhas dos pés em especial além de possuir função protetora, contribuem para uma correta biomecânica do pé e, por este motivo, relacionam-se diretamente com as alterações da forma de andar e correr.

A lâmina ungueal é uma estrutura dura e transparente cuja resistência está relacionada à quantidade de queratina e aminoácidos sulfurados, em especial a cistina. A carência de cistina, arginina e ferro pode acarretar afinamento e fragilidade da lâmina ungueal, por isso uma ingestão adequada de vitaminas e minerais é essencial para a funcionalidade e o crescimento normal das unhas.

Algumas alterações ungueais são muito comuns em atletas:

1. Hematoma Subungueal: resultado de pequenos traumas repetitivos ou um trauma mais intenso. A avaliação de um médico é importante pela necessidade de diferenciar de um melanoma maligno ungueal (tumor de pele originário de células que produzem o pigmento).

Em geral o hematoma subungueal nos corredores é mais comum no quarto ou quinto pododáctilo (dedos dos pés), pois a unha sofre maior compressão. Para evitar o hematoma deve-se manter as unhas sempre bem cortadas e utilizar tênis adequados para corridas.

No caso de hematoma intenso e imediato a lesão é mais dolorosa e para aliviar a dor deve-se procurar assistência médica para retirar o sangue através de perfuração da lamina ungueal e aliviar a dor causada pelo hematoma. Caso a unha descole e caia após o trauma e a formação do hematoma, há algumas órteses de unha para proteção da pele do leito ungueal durante a corrida.

2. Onicólise: é o descolamento (separação) da lâmina ungueal do leito ungueal originado por trauma ou atrito constante em geral quando a unha está grande. O aspecto clínico é um amarelamento da ponta da unha lembrando uma infecção por fungos e embora seja, devemos dar uma atenção especial, pois estes descolamentos geram um ambiente propício para crescimento e infecção fúngica.

Em geral quando o descolamento é intenso alguns cuidados especiais para a limpeza adequada da unha até tratamento profilático para micose devem ser realizados.

O trauma repetitivo gerado por práticas desportivas associado ao descolamento pode gerar também uma lesão da pele periungueal (pele acima da unha, acima da cutícula) e do leito ungueal (pele abaixo da unha) desencadeando infecções bacterianas além das fúngicas.

Estas alterações podem ser desencadeadas também por outros fatores como uso de alguns medicamentos, doenças sistêmicas, infecções por fungos (que será o próximo tema). É importante a avaliação do médico para destacar outras possibilidades e então promover o tratamento adequado.

As unhas assim como a pele devem ser hidratadas semanalmente com bases fortalecedoras e que contenham substâncias adequadas para mantê-las saudáveis e rígidas. Os cantos das unhas devem ser apenas lixados e não cortados. Mantê-las sempre quadradas para evitar lesão e inflamação da pele.

Compartilhe

Deixe o seu comentário

Highslide for Wordpress Plugin