Esqueceu a senha? Sistema antigo
expand Área do Aluno


Publicado em 22/02/2010 por Zonaalvo Assessoria Esportiva

Alberto Contador bisa na Volta ao Algarve

O espanhol Alberto Contador (Astana) carimbou hoje o triunfo na 36ª Volta ao Algarve com a segunda posição alcançada no contra-relógio de 17,2 quilómetros, entre Lagoa e Portimão. O vencedor da etapa foi outro espanhol, Luis León Sánchez (Caisse D’Epargne), que cumpriu o percurso em 21m32s, à média de 47,926 km/h, um registo suficiente para subir ao segundo lugar da geral, diante do português Tiago Machado (RadioShack), que desceu ao terceiro posto, depois de ser o sexto classificado no contra-relógio.

O contra-relógio desenrolou-se num traçado essencialmente plano, mas difícil por ser muito técnico. Os corredores confrontaram-se com várias viragens em curvas estreitas, com lombas, lençóis de água, pedras arrastadas pela chuva na faixa de rodagem e, na parte final, com vento forte. Os favoritos conseguiram ultrapassar da melhor forma os obstáculos, mas houve homens que não escaparam às quedas, como foi o caso de David Millar (Garmin-Transitios) e de Vladimir Karpets (Katusha).

Quem se adaptou melhor ao contra-relógio foi Luis León Sánchez, que, por via disso, conseguiu subir cinco posições na geral, passando do sétimo para o segundo lugar. O mais prejudicado com o desempenho do espanhol foi o campeão nacional desta disciplina, Tiago Machado, que, apesar de um regular sexto lugar no “crono”, desceu para a terceira posição da geral individual. Há um ano, Machado ficou no quarto lugar, a 2 segundos do segundo classificado. Este ano, subiu uma posição, mas a diferença para o segundo classificado manteve-se inalterada.

Rui Costa foi o outro português em destaque, concluindo a Volta ao Algarve no sexto lugar. Apesar de não se ter dado bem com o vento Rui Costa alcançou o oitavo registo no exercício individual, prometendo aproveitar o bom momento de forma para brilhar no Tirreno Adriático, próxima corrida em que participará.

As equipas portuguesas estiveram aquém do esperado. Na etapa, o melhor representante do pelotão luso foi Mário Costa (Barbot-Siper), 14º, a 57 segundos de León Sánchez. Na geral nenhum elemento das formações nacionais conseguiu colocar-se entre os 15 melhores, sobressaindo David Blanco (Palmeiras Resort-Prio-Tavira), 18º.

O CC Loulé-Louletano-Orbitur-Aquashow foi a melhor formação portuguesa na geral colectiva. A  RadioShack ganhou a geral por equipas. André Greipel (Team HTC-Columbia) venceu a classificação por pontos, Jerome Baugnies (Topsport Vlaanderen-Mercator) foi o melhor trepador e Thomas de Gendt (Topsport Vlaanderen-Mercator) levou para casa a camisola das metas volantes.

Classificações
Etapa
1      Luis Leon Sanchez (Spa) Caisse d’Epargne      0:21:32
2     Alberto Contador (Spa) Astana     0:00:13
3     Sebastien Rosseler (Bel) Team RadioShack     0:00:16
4     Levi Leipheimer (USA) Team RadioShack     0:00:22
5     Frantisek Rabon (Cze) Team HTC – Columbia     0:00:23
6     Tiago Machado (Por) Team RadioShack     0:00:30
7     Samuel Sanchez (Spa) Euskaltel – Euskadi     0:00:35
8     Rui Costa (Por) Caisse d’Epargne     0:00:44
9     Imanol Erviti (Spa) Caisse d’Epargne     0:00:46
10     Maarten Tjallingii (Ned) Rabobank     0:00:48
11     Peter Velits (Svk) Team HTC – Columbia     0:00:53
12     Jean Christophe Peraud (Fra) Omega Pharma – Lotto     0:00:54
13     Andreas Klöden (Ger) Team RadioShack     0:00:55
14     Mario Costa (Por) Barbot – Siper     0:00:57
15     Craig Lewis (USA) Team HTC – Columbia     0:00:59
16     Lars Boom (Ned) Rabobank
17     Tom Stamsnijder (Ned) Rabobank     0:01:03
18     Carlos Barredo (Spa) Quick Step     0:01:07
19     Tejay Van Garderen (USA) Team HTC – Columbia     0:01:11
20     Sandy Casar (Fra) Française Des

Compartilhe

Deixe o seu comentário

Highslide for Wordpress Plugin