Esqueceu a senha? Sistema antigo
expand Área do Aluno


Publicado em 27/07/2008 por Zonaalvo Assessoria Esportiva

Vitamina C

É uma excelente aliada para atletas que desejam reduzir as dores após os treinos ou proteger a saúde dos tendões, ligamentos e juntas

Por Cesar Candido dos Santos

A vitamina C sempre esteve ligada à prevenção de gripes e resfriados, mas também pode ser uma grande aliada para as pessoas que praticam esportes e querem reduzir as dores musculares após os exercícios físicos ou proteger a saúde dos tendões, ligamentos e juntas.

“Quando pratica atividades físicas, o corpo produz mais energia e, consequentemente, a quantidade de radicais livres no organismo também aumentam. Isto gera a fadiga e as dores musculares. Por ser um antioxidante natural, a vitamina C age diretamente no combate destes radicais livres e ajuda a reduzir o risco de inflamações e dores após um treinamento”, explicou Fernanda Andrade Patara, nutricionista da Bionatus. “Sempre sentia muitas dores musculares após os treinos, cheguei até a tomar alguns relaxantes por conta própria, mas depois descobri que com a vitamina C podia aliviar isso”, afirmou Renato Fernandes, 37 anos, gerente de marketing.

Além disso, o ácido ascórbico, nome científico da vitamina C, também é responsável por ligações químicas que permitem uma maior rigidez ao colágeno, que é a principal proteína estrutural do corpo e dá uma maior sustentação aos tendões, articulações, ligamentos e a pele. “A vitamina C apresenta importante papel de síntese de colágeno, proteína que ´cola´ as células umas nas outras, além de responder pela qualidade e resistência dos tecidos conectivos, que são aqueles que fazem a estrutura das cartilagens, tendões e ligamentos”, explicou Mariana Lopes Pagnani, nutricionista da Clinica Preventiva Andradina.

Outra vantagem da vitamina C é que ajudar a manter as defesas do nosso corpo, já que durante atividades físicas muito longas ou que exigem grande esforço físico, como o ciclismo, o futebol ou a maratona, é comum o enfraquecimento do sistema imunológico.

Quanto mais melhor?
De acordo com a nutricionista Fernanda Andrade Patara, não existem estudos que realmente comprovam se a vitamina C deve ser ingerida antes, durante ou após as atividades físicas para que seus benefícios sejam potencializados. A quantidade mínima também pode variar de pessoa para pessoa, e do tipo de esporte que cada um pratica, mas, em atletas que não competem em alto nível, a necessidade do organismo normalmente é suprida com uma alimentação balanceada, sem precisar de algum tipo de suplementação.

“O recomendado é ingerir de três a quatro porções de frutas ricas em vitamina C por dia, mas nem sempre isso é possível para quem tem uma vida corrida, e aí pode ser feita uma suplementação”, disse Fernanda.
Um principal cuidado que é preciso tomar com a ingestão de frutas ou os sucos é que a vitamina C se perde rapidamente após o contato com o ar. Por isso, é muito importante que eles sejam consumidos logo que abertos ou preparados. Apesar de ser uma substância hidrossolúvel e nosso corpo eliminar o excesso de vitamina C pela urina, ela não pode ser consumida em quantidades exageradas. “O nível máximo de ingestão tolerável (UL) foi fixado em 2.000 mg/ dia e um consumo de vitamina C acima disso pode provocar diarréia, dores abdominais, cólicas, náuseas, azia, dor de cabeça, sangramento nasal, rubor facial e mucosa seca”, disse Mariana. “Muita gente acredita que quanto mais vitamina C melhor para o nosso corpo, mas isto não é verdade. Estudos comprovam que quando a dosagem é acima da necessária a capacidade do nosso corpo de absorver a vitamina C diminui, e às vezes não consegue nem atingir os índices necessários”, alertou Fernanda.

Sinal de alerta
Uma das principais doenças provocadas pela falta de vitamina C no organismo é o escorbuto, que normalmente se caracteriza por sangramentos na gengiva, pele sensível e ressecada, dores nas articulações, feridas que demoram a cicatrizar e até a perda de dentes, mas para isso seria necessário um longo tempo sem ingerir uma quantidade mínima de vitamina C.

Mas, para quem pratica esportes com freqüência, a ausência da vitamina C pode ser percebida ao longo dos dias e os principais “sintomas” são uma menor disposição para praticar atividades físicas, queda no rendimento e dores musculares que duram mais tempo do que o comum.

“Não gosto de tomar suplementos, e quando não consigo comer frutas e me alimentar corretamente sempre sinto um desgaste maior no treino e sofro um pouco mais com as dores nos dias seguinte”, afirmou Renato. “Vale lembrar que não só a vitamina C, mas todas as vitaminas são muito importantes para as pessoas que praticam esporte ou querem manter um estilo de vida saudável”, disse Fernanda.

Compartilhe

Deixe o seu comentário

Highslide for Wordpress Plugin