Esqueceu a senha? Sistema antigo
expand Área do Aluno


Publicado em 01/10/2007 por Zonaalvo Assessoria Esportiva

Tenha pernas para escalada

Treino para não cansar ao pedalar nas subidas fortes

Por Daniel Balsa

Um desafio e tanto para os ciclistas são as escaladas. Após pedalar por quilômetros durante uma prova, uma subida forte é o que muitos não gostariam de ter pela frente. Para superar desafios como este, um equipamento mais leve, muita força e técnica são essenciais, além de um cronograma de treinos mais específicos para as escaladas.

Ricardo Hirsch, técnico da Personal Life, acredita no treino específico para subidas. “Muita gente pensa que só se trabalha força na escalada, mas a técnica também é necessária. Por isso, aumento o número de subidas durante os treinamentos. Recomendamos aos ciclistas trabalhar de diversas maneiras estas escaladas, para que se descubra qual a melhor forma de pedalar nestas situações, podendo testar se a pedalada deve ser mais forte, mais rápida, se o câmbio deve estar de tal forma, aprender mais sobre as marchas e, até mesmo, ver uma postura para dar uma descansada durante a prova”, disse.

Kim Cordeiro, diretor da BKSports, recomenda “um ou dois” treinamentos específicos em subidas quando este tipo de prova se aproxima. “O tipo do treino varia conforme a prova, mas é bom realizar atividades como esta durante uma ou duas vezes na semana, sendo uma voltada para uma escalada curta e outra com uma subida longa”, contou.

“O quanto você deve escalar durante o treino também varia de acordo com a competição. Se for enfrentar uma montanha como a Serra de Campos seria bom pedalar uns três quilômetros em subida nos treinamentos”, prosseguiu Kim.

Pouco peso é essencial
O treinador aponta para o peso como “facilitador” nos momentos de escalada. Quando menos carga você portar, mais fácil torna-se sua subida. “O peso influencia muito. O equipamento tem de ser o mais leve mais leve possível. Não só a bicicleta, mas o até os detalhes, como a água, também contam. Quem está acima do peso e quer fazer uma boa escalada é importante emagrecer”, declarou.

“Não é necessário reduzir o peso do conjunto durante o treinamento, já que você está praticando e, na hora da competição, você está preparado para uma situação até mais desfavorável”, completou Kim.

Treinar em trajetos que simulam a prova é um ponto primordial em sua preparação. Melhor ainda se você puder pedalar no próprio percurso da competição, conhecendo o traçado e os percalços que devem ser enfrentados.

Percursos novos durante o treinamento também são importantes na visão de Ricardo Hirsch. “Isso faz com que o ciclista conheça novas subidas e não ‘vicie’ no mesmo trajeto”, disse.

Complemento
Ambos treinadores falam que quem deseja melhorar seu desempenho nas subidas, devem fazer um trabalho planejado de musculação. “A musculação é fundamental. Em subidas, você tem de forçar o tempo todo. No plano, é possível controlar isso, mas você não tem outra opção durante a escalada”, afirmou Kim.

“O planejamento não precisa ser necessariamente voltado para a força, mas mais para a manutenção. Pedalar já faz força e a musculação seria para acrescentar em seu desempenho. Um ciclista profissional, por exemplo, faz musculação durante o ano como manutenção, pois o treinamento para força é realizado na pré-temporada”, encerrou Hirsch.

Compartilhe

Deixe o seu comentário

Highslide for Wordpress Plugin