Esqueceu a senha? Sistema antigo
expand Área do Aluno


Publicado em 23/08/2009 por Zonaalvo Assessoria Esportiva

Musculação para ciclistas! Fazer ou não?

FranceBenefícios da musculação para longa e curta distâncias …

Se formos analisar o perfil físico, alimentação, treinamento e bicicletas dos atletas de endurance de alguns anos atrás, diríamos que eram o oposto dos atletas de hoje, acreditava-se que a musculação deixaria o atleta pesado, travado (encurtado), diminuindo sua capacidade aeróbica, porém, hoje, podemos afirmar o contrário. A musculação traz muitos benefícios ao atleta tanto para provas de curta como longa duração como no caso de um Tour ou uma Volta ciclistica. Basta seguir algumas dicas e orientações.

“Eu faço treinamento de musculação não somente na pré-temporada, mas sim regularmente, durante todo o ano, para a fase de manutenção” Christian Vande Velde (Ciclista da Equipe Slipstream-Garmin`s).

Devemos fazer a musculação para o resto do corpo sim, pois mesmo que a maior força venha dos membros inferiores, a parte superior (abdome+tronco+braços+pescoço) faz parte do equilíbrio do ciclista na bike para que este transfira toda a potência para os pedais.

Normalmente lesões, desconfortos e dores musculares podem ser decorrentes de uma fraqueza muscular, portanto, de uma maneira mais breve podemos dizer que o beneficio para uma prova de longa duração (endurance) está em uma maior quantidade de fibras musculares fornecendo maior capacidade de estoque de glicogênio muscular. Assim como, os músculos demoram mais para entrar em fadiga ou acúmulo de acido lático, pois com mais fibras musculares, a oxigenação dos mesmos aumenta.

A fadiga muscular é retardada quando acontece um trabalho muscular por toda sua extensão, inclusive de músculos que aparentemente não tem tanta ênfase no movimento que está sendo realizado, como tibial anterior e glúteo, que acabam tirando a sobrecarga presente nos outros músculos.

Para os atletas de curta distância como no caso do ciclismo de pista, faz-se muito exercício de fortalecimento e a musculação é ideal para os momentos de força máxima e anaeróbica de exercício.

No caso de quedas o músculo serve como uma proteção para as cartilagens, ossos e articulações, prevenindo o nosso corpo de maiores machucados.

Para isso o aquecimento e o relaxamento são essenciais, pois é através deles que o músculo se prepara para manter a mobilidade natural das articulações, diminuindo o risco de lesões. Um músculo com amplitude reduzida diminui a capacidade de aproveitar as reservas elevadas de força. Portanto, sempre após um exercício de força, este mesmo grupo muscular deve ser submetido a um alongamento.

– O Aquecimentos: Sempre feito antes do exercício e como a própria palavra diz, promove um aquecimento da musculatura, aumentando a circulação do sangue e preparando o músculo para a sua contração. O estiramento de um músculo que não está “pronto” pode causar lesões.

– O Relaxamento: Realizado após o exercício é uma maneira de fazer os batimentos cardíacos diminuírem gradativamente, através de um exercício de consciência corporal, relaxando o corpo e alongando os músculos.

– Princípios básicos de uma musculação: Quanto menor o número de séries e maior intensidade do exercício, este promove força, ao contrário das séries mais longas com mais repetições e pouca carga, que fornece mais resistência.

Por Igor Lagüéns – Colunista Ativo

Compartilhe

Deixe o seu comentário

Artigos Relacionados

Highslide for Wordpress Plugin