Esqueceu a senha? Sistema antigo
expand Área do Aluno


Publicado em 19/07/2012 por Zonaalvo Assessoria Esportiva

Corrida e Música

Por Felipe Diógenes

A capacidade de esforço de um atleta sofre influência de vários fatores psicológicos como ansiedade, falta de motivação, e fatores fisiológicos como fadiga, cansaço e exaustão causando uma diminuição na capacidade de desempenho.

Por sermos seres vivos rítmicos e estarmos a mercê dos fatores que ocorrem em nosso exterior, a música captada pelo nosso sistema auditivo, ao atingir nosso sistema perceptivo, possui o poder de estimular mudança até certo ponto inconsciente em nosso organismo. Se prestarmos a atenção em nosso dia-dia, observaremos a grande influencia que a música exerce sobre nossas vidas, seja em casa, no escritório, no carro ou até nas atividades de lazer e muitos outros lugares.

Em exercícios de baixa intensidade, a música pode inibir a sensação de cansaço, tornando o treino mais prazeroso.

Quando você pratica uma corrida ouvindo música, você se desconecta, perde a noção do tempo, não vê o tempo passar e entra no estado chamado de “ESTADO DE FLUTUAÇÃO”.

O indivíduo vai mais longe nos treinos; sua percepção de esforço diminui em cerca de 10%; o estado de humor muda diminuindo as sensações de cansaço. As músicas que possuem um significado, por exemplo, de “superação” causam transformação da realidade fazendo com que inconscientemente traga a emoção para aquele momento.

Sempre que estivermos no campo auditivo da música, sua influência atuará constantemente sobre nós, acelerando e retardando, regulando ou desregulando as batidas do coração; relaxando ou irritando os nervos; influindo na pressão sanguínea, na digestão e no ritmo da respiração.

Porém, é bom que o corredor não escute música em todos os treinos. O ideal é que uma vez por semana você deixe o MP3 em casa. Isso maximiza os benefícios da música e permite que você corra mais livremente.

Compartilhe

Deixe o seu comentário

Highslide for Wordpress Plugin