Esqueceu a senha? Sistema antigo
expand Área do Aluno


Publicado em 21/04/2007 por Zonaalvo Assessoria Esportiva

Correr para pedalar

POR ERIKA SALLUM

Quer melhorar sua performance em cima da bicicleta, ganhar mais fôlego e ainda dar uma variada nos treinos? Então comece a correr já. A corrida é um ótimo aliado do atleta que escolheu o ciclismo como esporte do coração. Além de acabar com a monotonia de praticar uma só modalidade, trocar em alguns dias da semana sua magrela pelo tênis pode dar um gás danado em pouco tempo.

Corrida e ciclismo são esportes que trabalham de forma diferente os mesmos grupos musculares, mas trazem benefícios cardiovasculares bastante parecidos. Na corrida, os quadríceps, panturrilha, glúteos e outros músculos e articulações continuam a ser exigidos, porém com intensidade e angulações distintas. Por conta disso, cada uma das modalidades acaba desenvolvendo mais um tipo de fibra muscular. No ciclismo, é um esporte que necessita de força, solicita-se as chamadas fibras brancas, mais grossas e velozes, além de ricas em fosfatos e glicogênios, poderosamente energéticos. Já na corrida aumenta-se as fibras vermelhas, finas e mais lentas, que se destacam por sua riqueza em enzimas de produção aeróbica de energia. É só comparar as pernas de um ciclista com a de um corredor para notar a diferença: enquanto as do biker são grossas, as do outro costumam ser finas.

VÁ COM CALMA
– Por causa da bike, o ciclista que começa a correr apresenta um bom condicionamento físico, mas isso não significa que seu corpo esteja adaptado ao novo esporte. Comece a correr devagar, afinal, você é um corredor iniciante.
– Assim como no ciclismo, a corrida exige equipamentos adequados. Escolha um tênis de corrida ideal para seu tipo de pé. Se for correr ao ar livre, não esqueça o boné e roupas leves.
– Quase ninguém corre com uma garrafinha de água na mão. Por isso, é importante hidratar-se bem antes e depois da corrida.
– Por ser um esporte de alto impacto, a corrida exige muito dos músculos e articulações. Alongar-se antes e, principalmente, depois é fundamental.
– Se alguma competição de bike estiver próxima, deixe para começar a correr depois. Concentre-se na prova de ciclismo. É comum um novo esporte provocar dores musculares, o que pode enfraquecer sua performance na magrela.
– Dê tempo ao tempo. Se você pegar pesado logo de cara na corrida, pode se dar mal e prejudicar seus treinos de bike.
– Correr pode ser duro no início. Ao contrário do ciclismo, não é possível “descansar” enquanto se corre. Demora até que o novo corredor adapte sua respiração. E as pernas quase sempre doem nas primeiras semanas. Não desista: como bom ciclista, você está cansado de saber que persistência é essencial em qualquer modalidade esportiva.
Não desanime!

Compartilhe

Deixe o seu comentário

Highslide for Wordpress Plugin