Esqueceu a senha? Sistema antigo
expand Área do Aluno


Publicado em 05/11/2007 por Zonaalvo Assessoria Esportiva

Corra atrás de seus objetivos

Certa vez eu estava conversando com um amigo que me questionava como eu conseguia treinar tanto e não desistir. Falei de motivação, de superação, e de outras coisas que os psicólogos do esporte costumam falar. Foi quando ele disse que achava esporte muito chato, que cansava e que já tinha tentado praticar inúmeras vezes e nunca tinha dado continuidade, e que na última vez resolveu aceitar: definitivamente ele não gostava de esportes.

Fiquei pensando, é certo que há uma quantidade significativa de pessoas que não gostam de esportes, mas esse sujeito tinha tentado algumas vezes e eu me pergunto: O que o fez desistir?

Fui questionando como ele tinha começado a treinar, com quem, onde, e descobri informações fantásticas que me levaram a escrever esse artigo. Meu amigo praticava atividade física com objetivo emagrecer. Para isso começou a correr influenciado pelas inúmeras pessoas que nos últimos tempos lotam os parques fazendo seu trote ou sua caminhada, e pelas incontáveis revistas e competições que divulgam cada vez mais o esporte. Disse ele que corria uma vez por semana durante uma hora. Corria até cansar e depois caminhava para descansar, corria mais um pouco e caminhava mais um pouco. Após um mês ele constatou que os esforços foram inúteis, não estava mais magro, não tinha tido nenhum ganho com a atividade, pelo contrario, teve uma pequena lesão no joelho que trazia algumas dores.

Hoje eu posso dizer que o motivo da desmotivação do meu amigo é uma falta de planejamento, ou seja, ele tem um objetivo, mas não sabe o caminho para alcança-lo.

Por isso é muito importante ao iniciarmos uma atividade física consultarmos um profissional da área de Educação Física, só ele pode montar um treino adequado ao seu objetivo. Tenho certeza que meu amigo, se desde o início, tivesse procurado um bom profissional teria continuado a treinar pois, com o treino adequado para os seus objetivos, ele não teria se cansado tanto, não teria se lesionado e melhor, teria emagrecido como desejava. E não há nada mais motivador do que se aproximar ou alcançar uma meta.

Muitas vezes sou procurado por atletas ou pessoas que gostam de praticar esportes reclamando de suas atividades e que não conseguem atingir seus objetivos com a prática escolhida. Na maioria das vezes noto que a falta de um planejamento, ou melhor, de um acompanhamento para traçar esse planejamento, é a principal causa. Nesse caso tenho certeza, o psicólogo não tem muito o que fazer, o melhor é procurar um técnico ou educador físico.

Querer praticar um esporte é ter 50% do caminho andado para se iniciar uma prática esportiva, os outros 50% é vestir uma roupa esportiva e sair por aí fazendo seu esporte preferido, mas se quiser continuar a praticar, a atingir seus objetivos, é indispensável, até mesmo numa atividade tão corriqueira como correr, o acompanhamento técnico.

Marcus Teshainer é consultor do WebRun em Psicologia do Esporte. É psicanalista e psicólogo do esporte e do exercício. Formado pela PUC/SP é mestrando em filosofia pela PUC/SP.

Compartilhe

Deixe o seu comentário

Highslide for Wordpress Plugin