Esqueceu a senha? Sistema antigo
expand Área do Aluno


Publicado em 12/08/2007 por Zonaalvo Assessoria Esportiva

Comer pão engorda?

Quem pratica esporte precisa de carboidrato. Portanto, basta consumir uma quantidade balanceada para não deixar o ponteiro da balança disparar

Por Daniel Balsa

O carboidrato é principal fonte de energia para o organismo e essencial para a dieta de quem pratica qualquer atividade física. Um alimento rico em carboidrato e que faz parte do plano alimentar de quase todos os esportistas é o pão – seja ele integral, de forma ou francês, por exemplo. Opções é o que não faltam para a ingestão deste alimento.

Segundo a cresça popular, comer pão engorda. Mas, cientificamente falando, engorda mesmo? Para acabar ou corroborar com esta tese, o Prólogo procurou três nutricionistas especializadas na prática esportiva para debater sobre este assunto.

Para alívio dos amantes do pão, as três nutricionistas recomendaram o alimento na dieta diária do ciclista.

“O pão não deve ser tirado da dieta de quem pratica o ciclismo. Todos os tipos de pães podem ser utilizados, desde que a dieta esteja em equilíbrio”, declarou Gabriela Chamusca, nutricionista da equipe VTrek.

“Os pães são fontes de carboidrato, que é a principal fonte de energia para o organismo – especialmente para o cérebro e glóbulos vermelhos, que utilizam a glicose como fonte de energia exclusiva. Uma dieta pobre em carboidratos pode deixar os atletas menos resistentes a infecções, fracos, sem energia, além de levar a perda de massa magra e ocasionar outros problemas”, disse a nutricionista Fabiana Honda.

A especialista sugere que a dieta deve ter “entre 50% e 60%” de calorias em forma de carboidratos, “para bom funcionamento do organismo e manutenção de um peso adequado”. Fabiana alerta que o fato de engordar depende de sua dieta e não de um determinado alimento.

“O consumo excessivo de calorias vindas tanto de carboidrato quanto de outros nutrientes leva ao ganho de peso. Portanto não existe um alimento que engorde ou emagreça, o que vale é o balanço calórico”, completou.

Mônica Forte foi além ao afirmar que “o pão não engorda”, mas prosseguiu recomendando a ingestão do pão integral.“A escolha por este tipo de pão deve ser priorizada, pois as fibras moderam a produção de glicose, agindo na produção moderada de insulina no pâncreas”, opinou.

A nutricionista alertou sobre a ingestão de pães mais calóricos, como croissants e pães doces, por exemplo. “Estes possuem mais gordura – geralmente saturada ou hidrogenada – e não moderam a produção de glicose. Sendo assim, o pâncreas produz mais insulina, que transporta a glicose em maior quantidade para o tecido adiposo.”

Antes do treino
Muitos praticantes já se depararam com esta situação: ao chegar em casa para pegar seu equipamento e começar suas pedaladas, “surge” a fome. Comer um pão francês pode ser a solução para este tipo de situação pré-treino.

“É possível comer um pão francês antes de uma atividade. Ele não tem muita gordura e a quebra dele pelo organismo é rápida. Você, ainda, poderá queimar estas calorias durante o treinamento”, argumentou Mônica Forte.

Pós-treino
Depois de pedalar com muita intensidade, o pão também pode fazer parte da sua recuperação, de acordo com Gabriela Chamusca. “Depois de um treino, pode até colocar um doce no pãozinho”, disse.

Compartilhe

Deixe o seu comentário

Highslide for Wordpress Plugin